Presidente da África do Sul visita Mandela no hospital

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, visitou o líder revolucionário Nelson Mandela, de 94 anos, em um hospital militar de Pretória, capital executiva do país. Um comunicado do gabinete de Zuma, divulgado no último sábado, anunciou que Mandela havia sido hospitalizado para fazer exames, e que estava recebendo cuidados médicos, "o que é compatível com sua idade". Não foram divulgados detalhes sobre o motivo da internação.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2012 | 10h37

Incertezas sobre o estado de saúde de Mandela motivaram a reunião de diversos admiradores na igreja católica Mundia Regina, em Soweto, neste domingo. O centro religioso era um local de protestos anti-apartheid.

Em fevereiro, Mandela passou a noite em um hospital para diagnosticar os motivos de uma queixa abdominal. Em janeiro de 2011, o líder político foi internado em um hospital de Johanesburgo para fazer testes de saúde, mas depois se descobriu que se tratava de uma infecção respiratória. Mandela teve tuberculose durante os anos em que esteve na prisão e fez uma cirurgia na próstata em 1985.

O líder anti-apartheid tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, servindo um mandato de cinco anos. Após deixar o cargo, ele se retirou da vida pública para viver na remota aldeia de Quno, na área leste da Cidade do Cabo, e fez sua última aparição pública na Copa do Mundo de 2010, quando seu país sediou o mundial de futebol. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
África do SulNelson Mandelaapartheid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.