Presidente da Argélia é eleito para 3º mandato seguido

O presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, venceu as eleições presidenciais do país com 90,24% dos votos e cumprirá seu terceiro mandato, de acordo com o ministro do Interior, Noureddine Yazid Zerhouni. Bouteflika, de 72 anos e um veterano da guerra pela independência da Argélia, deve continuar com sua política de reconciliação nacional e reconstrução após a guerra civil que deixou mais de 200 mil pessoas mortas desde 1992.

AP, Agencia Estado

10 de abril de 2009 | 12h09

No poder desde 1999, Bouteflika é considerado um pacificador do país, mas é criticado por não ter trabalhado por uma melhor distribuição de renda. Embora rico em petróleo, o país enfrenta fracos índices de crescimento econômico e pobreza em ascensão. O presidente reeleito recebeu rápidas congratulações da França, seu ex-colonizador. Axel Poniatowski, presidente da Comissão de Assuntos Externos da Assembleia Nacional Francesa, elogiou o resultado das eleições e pediu que seu país reforce os laços com a Argélia.

A oposição, composta de partidos de esquerda a islâmicos, pediu que a população boicotasse as eleições, sem sucesso. O comparecimento às urnas superou 70%. Bouteflika alterou a constituição no ano passado para poder concorrer novamente, apesar de ter a saúde debilitada. Ele tem forte apoio da classe empresarial, trabalhista e do governo.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgéliaeleiçõesBouteflika

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.