Presidente da Bulgária escapa de atentado no Iraque

O presidente da Bulgária, Georgi Parvanov,e sua comitiva foram alvejados quando passavam pela rua que dáacesso à base militar que abriga soldados bulgaros e polonesesem Kerbala, no Iraque. Parvanov escapou ileso. A ação foi promovida por insurgentes xiitas que atuam naregião de Kerbala. Autoridades búlgaras acusaram a imprensapolonesa de ter divulgado "antes do necessário" a viagem deParvanov, fazendo com que os insurgentes preparassem o ataque. O general Dimitar Vladimirov, que acompanhava o presidente navisita sem aviso oficial prévio, disse que os atiradores estavamem dois carros e que houve troca de tiros. Não há informaçõessobre feridos. Em seguida, o presidente e sua comitiva voaram de volta para aBulgária e levaram o corpo do sargento Dimitar Dimitrov, mortona sexta-feira num ataque rebelde a um comboio de soldadosbúlgaros. Dez soldados - da força composta por 485 militares - tambémembarcaram de volta. Sete deles sofrem de "estresse decombate".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.