Presidente da China dará a Bush livro sobre como ganhar guerras

O presidente da China, Hu Jintao, presenteará na próxima quinta-feira seu colega americano, George W. Bush, com uma edição de luxo do livro "A Arte da Guerra", escrito há 2.500 anos para ajudar os monarcas chineses a vencer conflitos bélicos, confirmou nesta quarta-feira à EFE a editora que publica a obra. O livro, impresso em seda e avaliado em 5 mil iuanes (US$ 625), será entregue por Hu a Bush durante a cúpula que ambos farão na próxima quinta-feira em Washington. "Trata-se de uma edição muito refinada (em inglês e em chinês mandarim), e que será presenteada dentro de uma caixa de madeira", destacou um representante do escritório do editor chefe, que só divulgou seu sobrenome (Sun). O livro foi escrito pelo estrategista militar Sun Tzu no século VI a.C., uma época na qual a China estava dividida em vários reinos que lutavam entre si pela supremacia (algo que só foi alcançado 400 anos depois, quando a dinastia Qin venceu os oponentes e unificou o país). A obra se divide em curtos capítulos que oferecem conselhos sobre como resolver conflitos, às vezes de forma muito subliminar, razão pela qual nem sempre é fácil entender o significado das passagens presentes em suas páginas. Embora proclame que o melhor é vencer mediante a diplomacia, a obra reconhece que, em algumas ocasiões, não resta alternativa senão recorrer ao confronto no campo de batalha. "O melhor não é obter cem vitórias em cem batalhas, mas derrotar o inimigo sem lutar", assegura um dos trechos do livro, considerado uma das jóias da literatura clássica oriental e usado até hoje por políticos, militares e empresários do Oriente e do Ocidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.