Presidente da China visita a Rússia e discute oleoduto

O presidente da China, Hu Jintao, chegou a Moscou, no início de sua primeira viagem ao exterior desde que assumiu o poder, numa visita com os objetivos de destacar a importância da parceria estratégica e fortalecer os laços econômicos entre as duas nações. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, convidou Hu para um jantar informal nesta segunda-feira. Amanhã, os dois manterão diálogos formais no Kremlin.Em conversa com jornalistas na residência presidencial de Novo-Ogaryovo, nos arredores de Moscou, Hu disse que a escolha da Rússia para sua primeira viagem ao exterior não foi "à toa, e tem como objetivo demonstrar o que significa para nós o desenvolvimento de relações" mais profundas com o governo russo. Putin disse que Hu "não é somente um político experiente, mas é também um político com sentimentos especiais com relação à Rússia".No decorrer da semana, os dois líderes participarão em Moscou de uma reunião de cúpula do Grupo de Xangai, um grupo de seis nações que inclui ainda quatro ex-repúblicas soviéticas situadas na Ásia Central. Entre outros assuntos, Hu e Putin deverão conversar sobre o projeto de construção de um oleoduto entre Angarsk, no leste da Sibéria, e a cidade chinesa de Daqing.Uma proposta rival, apoiada pelo governo japonês, sugere que o oleoduto termine em Nakhodka, uma cidade portuária na costa do Mar do Japão. O governo russo tenta agradar tanto o Japão quanto a China e apresentou uma sugestão para que o mesmo oleoduto tenha ramificações que levem tanto a Nakhodka quanto a Daqing. Quando concluído, o duto será capaz de bombear diariamente 1,6 milhão de barris de petróleo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.