Ivan Alvarado/REUTERS
Ivan Alvarado/REUTERS

Presidente da Colômbia anuncia compra de lote da vacina da Johnson & Johnson

Quantidade é suficiente para imunizar 9 milhões de pessoas

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2020 | 23h01

BOGOTÁ - O presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou nesta quinta-feira, 30, a compra da vacina que está sendo desenvolvida pela companhia americana Johnson & Johnson contra o novo coronavírus, em quantidade suficiente para imunizar 9 milhões de pessoas.

"Hoje, foi fechado acordo com a farmacêutica Janssen, filial da Johnson & Johnson, para a aquisição de 9 milhões de vacinas para 9 milhões de cidadãos", disse o mandatário, durante o programa de televisão em que apresenta diariamente os atos do governo durante a pandemia da covid-19 e divulga informações para a população.

Duque explicou que, diferentemente de outros agentes imunizantes, a vacina da Janssen precisa de apenas uma dose para que o efeito seja total.

Além disso, segundo o presidente, com as compras anteriores, será possível garantir a defesa no organismo de 29 milhões de habitantes da Colômbia, que hoje tem população de quase 50 milhões de habitantes.

Duque ainda garantiu que, nos próximos dias, serão anunciados outros acordos, com outras empresas. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.