Presidente da Constituinte renuncia

O presidente da Constituinte equatoriana, Alberto Acosta, renunciou ontem de maneira inesperada em razão de atritos com o presidente do país, Rafael Correa. Faltando cinco semanas para que vença o prazo fixado para a entrega da proposta de Constituição, Acosta saiu reclamando da demora na redação da nova Carta que irá a referendo no final de setembro. Correa chegou a pressionar seus partidários para que aprovassem os artigos restantes da nova Carta antes de 26 de julho, ultimato com o qual o Acosta não concordou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.