Presidente da Costa Rica pede mais investimento na educação

Em discurso na 16ª Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado, em Montevidéu, capital do Uruguai, neste sábado, o presidente da Costa Rica, Oscar Arias, ressaltou a necessidade de investir mais no desenvolvimento humano e menos nas armas para garantir o bem-estar dos povos. Arias, Prêmio Nobel da Paz em 1987, defendeu a diminuição dos investimentos em armas e a utilização dos recursos na educação. Para ele, as armas deveriam ser a última prioridade dos países latino-americanos. O costa-riquenho criticou os países desenvolvidos que, segundo ele, investem mais em subsídios à produção bélica do que na ajuda às nações subdesenvolvidas. Arias se mostrou favorável a uma maior abertura econômica. Para ele, isso permitiria mais investimentos em comércio e tecnologia. Falando sobre o tema oficial da Cúpula, a imigração, Arias disse que a América Latina deve se preocupar para que "o principal produto de exportação não seja o seu povo." Ele lembrou que a "pobreza não necessita de passaporte para viajar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.