Presidente da Grécia convoca nova reunião com partidos

Atenas, 13 - O presidente da Grécia, Karolos Papoulias, convocou uma nova reunião com os dirigentes dos principais partidos políticos do país para esta segunda-feira, numa tentativa de evitar ter de convocar uma nova eleição, ao fim de uma semana de discussões que não conseguiram levar à formação de uma coalizão de governo.

Agência Estado

13 Maio 2012 | 20h00

Depois de um dia de reuniões com os líderes partidários, Papoulias convidou os dirigentes dos três maiores partidos da Grécia e do pequeno e moderado Partido da Esquerda Democrática para novas conversações. Mas o partido de esquerda radical Syriza, o segundo mais votado na eleição parlamentar de 6 de maio, já anunciou que não pretende participar da reunião desta segunda-feira. "Não entendemos a lógica dessa reunião, já que as consultas feitas neste domingo mostraram que não existe perspectiva de uma coalizão. Não vamos participar", disse um porta-voz do Syriza.

Neste domingo, o presidente Papoulias teve uma reunião com líderes do Syriza, do Partido Nova Democracia e do Partido Socialista (Pasok), os três mais votados em 6 de maio, e teve encontros em separado com dirigentes de partidos menores, na tentativa de formar uma coalizão ampla de governo.

Os conservadores do Nova Democracia e os socialistas do Pasok vêm tentando atrair a Esquerda Democrática para uma coalizão; juntos, os três partidos teriam uma bancada de 168 deputados, suficiente para sustentar um governo, mas a Esquerda Democrática (que defende uma renegociação, mas não a rejeição, dos acordos pelos quais a Grécia obteve ajuda financeira internacional) também quer a participação do Syriza.

"Eles querem cúmplices para as medidas de austeridade. Não podemos tomar parte nesse crime", disse o líder do Syriza, Alexis Tsipras. As informações são da Dow Jones. (Renato Martins)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.