Presidente da Índia aprova nova lei antiterror

O presidente da Índia, Pratibha Patil, aprovou uma lei antiterror para ampliar os poderes da polícia e outra para criar uma agência de investigação no estilo do FBI norte-americano, informou o ministro do Interior, Palaniappan Chidambaram.O Parlamento autorizou os projetos depois dos ataques executados entre os dias 26 e 29 de novembro em Mumbai por supostos terroristas. Durante a ofensiva, mais de 164 pessoas morreram. Grupos de direitos humanos criticaram a lei, afirmando que viola tratados de direito internacional. A nova lei antiterror dobra, de 90 para 180 dias, o período em que a polícia pode manter em detenção um suspeito de ato terrorista antes de acusá-lo formalmente. A medida ainda amplia os poderes da polícia para realizar buscas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.