Presidente da Irlanda assina tratado de reforma da UE

A presidente da Irlanda, Mary McAleese, firmou hoje o tratado de reforma da União Europeia (UE), duas semanas depois de os irlandeses aprovarem o documento em referendo. O Tratado de Lisboa foi aprovado na Irlanda apenas em segunda votação e agora já foi ratificado por 26 dos 27 países do bloco. O pacto somente não foi assinado na República Checa, onde o presidente Vaclav Klaus se nega a firmá-lo, à espera de uma decisão legal que deve sair neste mês.

AE-AP, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 13h33

A Irlanda foi o único país que realizou um referendo sobre o Tratado de Lisboa. No ano passado, o "não" venceu em meio aos temores sobre a suposta perda de controle sobre impostos, neutralidade e direito familiar, além de protestos ligados à política local. A UE reformou alguns trechos e afirmou que a Irlanda terá um assento na Comissão Europeia - outro ponto de temor dos irlandeses. Em segunda votação, o texto foi aprovado por 67,1% da população local.

Tudo o que sabemos sobre:
UEIrlandaTratado de Lisboa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.