AFP
AFP

Presidente da Nicarágua compara crise venezuelana com tentativa de golpe contra Chávez em 2002

Daniel Ortega vê o mesmo cenário de manifestações e mortes que quis depor o mandatário na época

O Estado de S.Paulo

01 Maio 2017 | 01h26

MANÁGUA - O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, afirmou neste domingo, 30, que a crise política que Nicolás Maduro enfrenta na Venezuela é similar à tentativa de golpe de estado que Hugo Chávez encarou em abril de 2002.

O plano seria “boicotá-lo, desgastá-lo, inclusive buscar meios de derrotá-lo como fizeram com Chávez”, disse Ortega durante uma celebração antecipada de 1 de maio em seu país. “Lembremos o golpe de abril (de 2002 contra Chávez). Vemos a mesma cena agora, de manifestações, tiros, mortes, assassinatos e logo o golpe”, afirmou.

“O que estamos vendo esses dias na Venezuela não é mais do que a repetição de quem não quer admitir que forças políticas com uma proposta de soberania, de bem estar de integração para seu povo, possam desenvolver seu programa”, destacou Ortega se referindo ao chavismo.

Daniel Ortega cumprimentou a disposição de Maduro de resolver a crise venezuelana através do diálogo. O governo nicaraguense apoia o “presidente Nicolás Maduro e a quem se compromete no diálogo como companheiro para que se coloque um fim ao confronto dentro do quadro de leis que o povo e o governo da Venezuela têm”, disse Ortega. /AFP

Mais conteúdo sobre:
VenezuelaNicolás MAduro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.