Presidente da Ossétia do Sul dissolve governo

O presidente da Ossétia do Sul, Eduard Kokoity, dissolveu seu governo e declarou estado de emergência na província separatista georgiana, informou a emissora russa de televisão Vesti-24. "Eu assinei três decretos, um deles sobre a dissolução do governo, outro proclamando estado de emergência na Ossétia do Sul e um terceiro para estabelecer uma comissão sobre as conseqüências da agressão georgiana", disse Kokoity ao canal.A Ossétia do Sul, que oficialmente faz parte da Geórgia, mas declarou independência em 1992, foi invadida em 7 de agosto por forças georgianas que pretendiam recuperar o controle da província. Kokoity acusou seu governo de ter sido lento demais na distribuição da ajuda humanitária à população ossetiana. Ele comentou que "um servidor público deve trabalhar por seu povo, e não buscar o lucro pessoal". As informações são da Doe Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.