Presidente da Síria diz que governo não cederá à pressão

O presidente da Síria, Bashar Assad, reiterou nesta segunda-feira que o seu regime, enfraquecido por quase dois anos de revolta, não vai ceder à pressão, segundo informou a agência estatal de notícias SANA.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h57

"A Síria continuará sendo o coração do mundo árabe e não vai desistir de seus princípios apesar da intensa pressão que tem como alvo não só a Síria, mas todos os árabes", disse Assad em reunião com uma delegação da Jordânia, em Damasco.

Seu comentário ocorre após o líder da oposição síria, Ahmed Moaz Al-Khatib, afirmar que não recebeu uma resposta clara do governo sobre sua proposta de diálogo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaBashar Assadviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.