Presidente da Sony deve renunciar ao cargo, diz jornal

Howard Stringer, presidente da Sony, vai renunciar ao cargo, segundo informação da mídia, neste sábado, embora deva permanecer como presidente do conselho.

NALU FERNANDES, Agência Estado

07 de janeiro de 2012 | 11h27

A decisão coloca o sucessor Kazuo Hirai, atual vice-presidente da companhia, em posição de destaque para a vaga.

O objetivo da Sony é fazer uma drástica reestruturação mirando lucros, segundo o jornal Nikkei. O diário informa que a Sony deve divulgar a quarta perda consecutiva anual para o ano encerrado em março.

Stringer tornou-se presidente do conselho e diretor-executivo em 2005, como o primeiro presidente estrangeiro da Sony, ao passo que a presidência executiva veio em 2009.

Hirai teve papel importante no desenvolvimento do PlayStation, na década de 1990, e foi promovido a vice-presidente em abril do ano passado.

No ano passado, Stringer disse que Hirai era um "candidato óbvio" para sucedê-lo.

A empresa não confirmou as informações, alegando que nada foi determinado neste momento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Sonypresidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.