Presidente da Suprema Corte do Paquistão retoma cargo

O presidente da Suprema Corte do Paquistão, Iftikhar Mohammed Chaudhry, cuja deposição resultou em tumulto político no país, retomou hoje seu posto e pediu o fim da corrupção no Judiciário. Correligionários atiraram pétalas de rosas quando ele chegou ao complexo da Suprema Corte. Tecnicamente, Chaudhry reassumiu o cargo no domingo, um dia depois de o magistrado que o havia substituído ter se aposentado.

AE-AP, Agencia Estado

24 de março de 2009 | 15h29

No início da audiência, Chaudhry agradeceu os paquistaneses por seu retorno e advertiu que a população geralmente vê os magistrados como corruptos. "Os juristas devem nos ajudar a acabar com a corrupção", disse ele. "Devem apontar os casos nos quais veem elementos de corrupção. É vital para a Justiça acabar com a corrupção primeiro". Num sinal dos desafio que estão por vir, uma petição feita hoje pediu que o governo insista em acusações de traição contra o ex-presidente Pervez Musharraf, cuja decisão de demitir Chaudhry em 2007 provocou movimentos de protesto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.