ADEM ALTAN/AFP
ADEM ALTAN/AFP

Presidente da Turquia critica Europa por não receber mais refugiados

Recep Tayyip Erdogan acusou o bloco de não ser sincero quanto a sua participação na União Europeia e zombou dos que sugeriram que Angela Merkel poderia ganhar o Nobel da Paz de 2015

O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2015 | 11h20

BRUXELAS - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, criticou a União Europeia nesta sexta-feira, 16, por não receber mais refugiados, em um momento em que o bloco prepara um plano para conceder ajuda e mais benefícios para o país. Em troca, a Europa espera uma ação turca para frear o fluxo de imigrantes que chegam ao continente.

Em discurso, Erdogan não se dirigiu ao acordo proposto, mas acusou a Europa de não ser sincera sobre a participação da Turquia no bloco.

“Estamos bem à frente da maioria dos países da União Europeia, mas infelizmente eles não estão sendo sinceros”, disse.

Ele sustentou sua retórica anti-Ocidente, zombando dos que sugeriram que a chanceler alemã Angela Merkel poderia ganhar o prêmio Nobel da Paz de 2015 por abrir o país para os imigrantes.

“Temos 2,5 milhões de refugiados, ninguém liga”, afirmou Erdogan.

A Turquia abriga mais refugiados que qualquer outro país do mundo. Centenas de milhares estão instalados em campos de refugiados, mas muitos outros ainda precisam enfrentar a situação por conta própria, tentando a sorte em jornadas árduas para a Europa.

Após anos de conversas sobre a entrada da Turquia na União Europeia, o bloco agora precisa da ajuda dos turcos para tentar amenizar a crise de refugiados. /ASSOCIATED PRESS


Mais conteúdo sobre:
imigraçãoTurquiaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.