Presidente da Ucrânia adia eleições legislativas antecipadas

O presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, assinou o decreto que adia para 24 de junho as eleições parlamentares antecipadas, que tinham sido convocadas inicialmente para 27 de maio, informou nesta quinta-feira, 26, a Presidência ucraniana.Yushchenko anunciou o adiamento na noite de quarta-feira, em uma mensagem transmitida pela TV. Ele explicou que tomou a decisão "como solução política democrática para os problemas do país".O presidente ucraniano prometeu que as eleições serão "limpas e democráticas".Em 2 de abril Yushchenko dissolveu a Rada Suprema (Parlamento) e convocou eleições antecipadas. A decisão foi rejeitada e impugnada no Tribunal Constitucional pela coalizão majoritária, que apóia o primeiro-ministro, Viktor Yanukovich.No discurso de quarta-feira, Yushchenko apresentou um novo argumento para dissolver o Parlamento: a modificação ilegal da coalizão de maioria. Ele acusou o governo de Yanukovich de não financiar os preparativos para as eleições."Estas ações estão no limite do Código Penal", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.