Presidente da Zâmbia readmite líder de partido

Presidente da Zâmbia readmite líder de partido

Manifestantes e policiais entraram em confronto na noite da segunda-feira para protestar contra a demissão de Edgar Lungu

Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2014 | 11h26

O presidente interino da Zâmbia rescindiu sua decisão de demitir o presidente do partido do governo em uma tentativa de neutralizar um conflito político que causou protestos na capital noite adentro. A mudança foi anunciada pelo presidente Guy Scott e Edgar Lungu, que retornou ao cargo de secretário-geral do partido Frente Patriótica.

Manifestantes e policiais entraram em confronto na noite da segunda-feira para protestar contra a demissão de Lungu, ocorrida após Scott assumir o comando do país, com a morte do presidente eleito Michael Sata. O líder do Executivo morreu aos 77 anos em um hospital de Londres, no dia 28 de outubro.

Scott decidiu voltar atrás após uma reunião tensa com membros antigos do partido, que demandaram que o interino rescindisse sua decisão. Além de ser ministro da Defesa e da Justiça, Lungu também é considerado um possível candidato à Presidência. Segundo as leis do país, as eleições para um novo líder devem ocorrer em até 90 dias da morte do antigo presidente.

O ex-vice-presidente Scott afirma não ter interesse em se lançar ao cargo máximo do Executivo e, mesmo se quisesse, seria barrado pela lei, já que seus pais não nasceram no país e nem são descendentes de zambianos. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Zâmbiapresidentepartidolíder

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.