Presidente das Filipinas se reunirá com Obama, dia 30

A presidente das Filipinas, Gloria Arroyo, vai se tornar a primeira líder da Ásia a reunir-se com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na Casa Branca quando visitar Washington, no dia 30 de julho. "Eles terão uma oportunidade para discutir meios para aumentar a cooperação entre os EUA e as Filipinas em questões globais importantes, incluindo o combate ao terrorismo e a mudança climática", declarou a Casa Branca em um comunicado.

AE, Agencia Estado

11 de julho de 2009 | 16h16

Gloria Arroyo, que visitou Washington pela última vez em junho do ano passado e se reuniu com o então presidente, George W. Bush, também deverá se encontrar com "importantes autoridades do governo norte-americano e com membros do Congresso", além de empresários e grupos ligados a corporações. O governo das Filipinas têm sido um leal aliado dos EUA no Sudeste Asiático, notadamente nos esforços norte-americanos para acabar com os extremistas e com o terrorismo. As Filipinas e os EUA são ligados por um tratado de 1951, segundo o qual cada lado ajudará o outro em tempos de guerra.

As forças especiais dos EUA vêm treinando e equipando as forças especiais das Filipinas para a luta contra a Abu Sayyaf, um pequeno grupo de militantes com ligações com a rede Al-Qaeda acusado pelos piores ataques terroristas do país asiático. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFilipinasObamaArroyo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.