Presidente de banco francês é detido por lavagem de dinheiro

Daniel Bouton, presidente do banco francês Société Générale, e outros dois diretores foram detidos nesta segunda-feira em meio a uma investigação sobre lavagem de dinheiro na França e em Israel, confirmou o banco. Didier Alix, e Philippe Citerne também foram presos. A lei francesa permite a detenção sem ordem judicial durante 48 horas. Eles compareceram na tarde desta segunda-feira perante a juíza Isabelle Prevost-Desrez, disseram porta-vozes. Seis funcionários do Société Générale estão sendo oficialmente investigados, passo este que antecede a acusação formal.

Agencia Estado,

14 Janeiro 2002 | 18h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.