Presidente de canal oposicionista é preso na Venezuela

O presidente do canal de notícias Globovisión, Guillermo Zuloaga, foi detido hoje na Venezuela. A prisão ocorreu no aeroporto da cidade de Punto Fijo, no noroeste do país, quando Zuloaga estava pronto para tomar um voo privado até uma ilha do Caribe, informou uma funcionária.

AE-AP, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 15h23

A promotora geral Luisa Ortega Díaz disse hoje a um canal local que Zuloaga foi preso a pedido do Ministério Público, pois se sabia que "este cidadão ia abandonar o país".

Um filho de Zuloaga disse que a possível causa da prisão deve ser as opiniões expressas pelo presidente da Globovisión durante a conferência semestral da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), no fim de semana, em Aruba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.