Presidente de Chipre repudia plano de reunificação

O presidente cipriota grego rejeitou o plano da ONU para reunificar a ilha, dividida em setores grego e turco. ?Peço ao povo que vote contra a aprovação do plano em 24 de abril, com um poderoso não?, disse Tassos Papadopoulos em um discurso pela televisão.No próximo dia 24, as comunidades cipriotas grega e turca votarão o plano apresentado pelo secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, para unificar a ilha numa federação - depois de 30 anos de divisão - antes que Chipre se integre à União Européia.Falando por pouco mais de uma hora sobre o plano, Papadopoulos disse que, em vez de reunificar, o projeto de Annan ?torna a divisão permanente?. ?A República de Chipre desaparecerá 24 horas depois da assinatura do plano... sem garantias de que os turcos respeitarão o acordo?. O presidente acusa a proposta de legitimar a ?invasão turca e a presença ilegal de dezenas de milhares de colonos turcos?.Pesquisas mostram que a maioria dos cipriotas gregos é contra o plano. A principal objeção é a limitação ao direito de retorno dos cipriotas refugiados - cerca de 200.000 - a suas propriedades no norte da ilha, dominado pela Turquia. Se a reunificação não ocorrer, apenas a parte grega de Chipre será reconhecida como membro da UE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.