Jorge Cabrera/Reuters
Jorge Cabrera/Reuters

Presidente de Honduras autoriza confisco de bens de traficantes antes de condenação

Deputados dizem que o veto contraria o princípio da inocência e qualquer cidadão tem direito à ampla defesa

O Estado de S.Paulo

04 Abril 2018 | 15h07

TEGUCIGALPA - O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, vetou nesta quarta-feira, 4, uma reforma na lei penal do narcotráfico e corrupção que impedia o confisco de bens de acusadas. O projeto foi aprovado na semana passada pelo Parlamento. De acordo com a lei, esses bens só poderiam ser confiscados depois do trânsito em julgado da ação. 

+ Três semanas após o pleito, presidente de Honduras é declarado reeleito

“O presidente não considera conveniente sancionar a lei como veio do Parlamento”, disse o chefe de gabinete de Hernández, Ebal Díaz. 

Os deputados dizem que o veto contraria o princípio da inocência e qualquer cidadão tem direito à ampla defesa. 

Centenas de propriedades, entre elas casas, sítios, carros, aeronaves e contas no exterior foram congeladas pelo governo hondurenho. Hernández alega que o confisco pode ajudar na luta contra o crime organizado, que controla partes do país para transportar drogas entre a América do Sul e os Estados Unidos. /AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.