Presidente de Israel endossa direitos gays em discurso

O presidente de Israel, Shimon Peres, defendeu hoje os direitos dos gays durante discurso em memória de duas pessoas que foram mortas há uma semana, em um centro juvenil gay. A polícia ainda procura pelo atirador mascarado que esvaziou sua pistola na direção de um grupo de jovens gays, matando dois e ferindo outros 11.

AE-AP, Agencia Estado

08 de agosto de 2009 | 17h58

O discurso, no centro de Tel Aviv, foi cercado de forte esquema de segurança. Peres disse que os israelenses "têm a liberdade de ser o que quiserem e têm o direito de serem diferentes e orgulhosos de si mesmos". Os organizadores do memorial dizem ter recebido ameaças telefônicas, mas o evento foi realizado sem nenhum incidente.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelShimon Peresgays

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.