Presidente de Israel volta a ser interrogado por denúncias de assédio sexual

O presidente de Israel, Moshé Katsav, voltará a ser interrogado nesta quarta-feira por oficiais da Polícia Nacional, pela quarta vez nas últimas duas semanas, para responder sobre as denúncias de assédio sexual apresentadas por ex-funcionárias da Presidência.Segundo a rede pública de televisão, nesta quarta-feira os investigadores fizeram perguntas ao presidente sobre três acusações. Uma delas era a de uma ex-secretária, identificada como "A", que diz ter tido relações sexuais duas vezes com o chefe de Estado.Mas a Polícia recebeu pelo menos outras duas denúncias de mulheres que trabalharam com ele antes de assumir a Presidência, em 2000, disseram fontes policiais. Além disso, acrescentou a televisão, também há outras denúncias, já prescritas.Durante o interrogatório, Katsav, quem rejeitou categoricamente todas as acusações, disse que uma das mulheres que alega ter sido assediada pediu um emprego quando ele assumiu a Presidência, informaram fontes policiais citadas pela televisão.Os agentes policiais também interrogaram na quarta-feira alguns funcionários da residência presidencial, e inspecionaram documentos particulares de Katsav.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.