Presidente de Kosovo renuncia após desrespeitar Constituição

Justiça decidiu que líder não podia manter cargo e presidir partido.

BBC Brasil, BBC

27 de setembro de 2010 | 19h09

Sejdiu disse que não achava que fazia nada errado

O presidente de Kosovo, Fatmir Sejdiu, renunciou nesta segunda-feira ao cargo após um tribunal ter decidido que ele estava desrespeitando a Constituição do território ao ocupar também o cargo de líder de um partido político.

Sejdin é o líder da Liga Democrática de Kosovo (LDK), um parceiro menor do governo parlamentarista de Kosovo.

"Eu apresentei minha renúncia ao posto de presidente de Kosovo hoje", disse Sejdiu..

"Estava convencido de que, ao manter o cargo de presidente da Liga Democrática de Kosovo sem exercê-lo, eu não violava a Constituição, mas o tribunal teve uma opinião diferente e eu respeito a decisão".

Sejdiu disse que não julgava estar desrespeitando a Constituição de Kosovo, mas decidiu acatar a decisão to tribunal constitucional.

Sérvia

A presidência do território é um cargo de caráter cerimonial.

A renúncia ocorre antes de negociações entre o território e a Sérvia.

A declaração de independência de Kosovo, antiga província sérvia, feita em 2008, não foi reconhecida pelos sérvios.

Em julho deste ano, a Corte Internacional de Justiça decidiu que a declaração não era ilegal segundo a lei internacional.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
kosovosérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.