Presidente de megacorporação russa é preso

O presidente do conselho da Menatep, um dos maiores impérios empresariais russos, foi preso nesta quarta-feira sob suspeita de ter roubado ações pertencentes ao Estado, informa o escritório do procurador-geral da Rússia. Platon Lebedev foi posto sob custódia em Moscou e passa por interrogatório. Lebedev é suspeito de estar envolvido no roubo de 20% das ações da Apatit, uma fábrica de fertilizantes, em 1994. Essas ações eram propriedade do Estado, informa a procuradoria. A Menatep, com ativos da ordem de US$ 30 bilhões, tem interesses amplos no setor bancário, de telecomunicações, gás e petróleo, incluindo a maior empresa petrolífera da Rússia, a Yukos. A prisão ocorre no momento em que a Yukos se prepara para adquirir a petrolífera Sibneft, no maior negócio de fusão empresarial já registrado na Rússia. Mikhail Khodorkovsky, citado pela Fortune como o homem mais rico do mundo com menos de 40 anos, é o principal acionista da Menatep.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.