Presidente de Portugal dissolve o Parlamento

O presidente de Portugal, Jorge Sampaio, decidiu dissolver o Parlamento e convocar novas eleições, informa o primeiro-ministro Pedro Santana Lopes. A decisão vem quatro meses após Lopes, um conservador, ter chegado ao poder, e marca a culminação de semanas de disputas entre ministros. "O presidente informou-me de sua decisão de dissolver o Parlamento", disse Lopes a jornalistas, depois de reunir-se com Sampaio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.