Presidente de Taiwan retorna de viagem histórica

O presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, voltou hoje de uma viagem de duas semanas aos Estados Unidos e à América Latina, um feito histórico para um líder taiwanês. Durante as visitas, Chen passou por Nova York e Houston, no Estado do Texas e ressaltou que Taiwan é um estado livre do controle da China, declaração que promete aumentar as tensões diplomáticas com Pequim."Embora a comunidade internacional esteja acostumada com Taiwan, o fato de o presidente da República da China ter viajado para outros países enfatiza nosso status como um estado soberano", disse Chen. O presidente, entretanto, usou o nome oficial de Taiwan, procurando amenizar a repercussão de suas declarações junto ao governo chinês.A visita, a primeira de um presidente taiwanês a Nova York, deverá abalar ainda mais as relações entre os Estados Unidos e a China, que considera Taiwan uma província renegada. O governo chinês procura manter a ilha isolada diplomaticamente e, assim, forçar a unificação.Mas a administração do presidente americano George W. Bush ignorou as pressões da China e permitiu que Chen visitasse Nova York e Houston, onde o líder taiwanês se encontrou com políticos dos EUA. Ele também visitou El Salvador, Guatemala, Panamá, Paraguai e Honduras. A maioria dos países, porém, se recusa a formar relações diplomáticas com Taiwan, a pedido do governo chinês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.