Presidente de Taiwan se reelege

O presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, do Partido Nacionalista (Kuomintang), próximo da China, afirmou que conseguiu a reeleição na disputa eleitoral deste sábado. A notícia será vista com alívio por Pequim e pelos EUA, já que dessa maneira está aberto o caminho para o prosseguimento da melhoria nas relações bilaterais entre os vizinhos asiáticos e no Estreito de Taiwan, foco de divergências entre a China e os norte-americanos.

AE, Agência Estado

14 de janeiro de 2012 | 11h05

Ma, que deveria ter uma disputa bastante acirrada com Tsai Ing-wen, candidata do Partido Progressista Democrático, visto como mais pró-independência em relação à China, saiu-se melhor que as expectativas. Com 98% dos votos apurados, segundo a comissão eleitoral, Ma estava com 6,77 milhões de votos, ante 6,02 milhões de Tsai. Analistas previam que o terceiro colocado, James Soong, roubasse votos importantes do presidente, mas Soong ficou com apenas 363.434 votos, bem abaixo do esperado.

As relações entre Taipé e Pequim melhoraram desde a posse de Ma, em 2008. Em junho de 2010, os dois lados firmaram um acordo de comércio histórico, que reduz tarifas para mercadorias e as restrições aos investimentos. Ma também liderou acordos permitindo que turistas chineses visitem Taiwan e abriu voos diretos entre a ilha e a China.

"Minha vitória mostra que o povo em Taiwan concorda com nosso esforço para lutar por relações pacíficas através do Estreito", afirmou Ma a seus partidários. "Eu acredito que as relações serão mais harmoniosas e de mais confiança daqui para frente."

Pequim considera Taiwan parte de seu território e não escondeu a preferência pelo atual líder. O país evitou, porém, declarações fortes em favor de Ma, para não ser acusada de interferência indevida, o que poderia ter efeito oposto ao desejado, favorecendo a oposição. Ma assume seu segundo mandato em 20 de maio. Em Taiwan, os presidentes podem seguir no poder por no máximo dois mandatos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Taiwaneleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.