Presidente de Taiwan também oferece ajuda ao Haiti

O presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, disse que deseja se encontrar com seu colega haitiano, René Préval, durante uma visita que fará à América Central. A intenção da viagem é também discutir meios de auxiliar o Haiti, vítima de um violento terremoto no dia 12, que, segundo estimativas, matou 150 mil pessoas e deixou um milhão de desabrigados.

AE, Agencia Estado

26 de janeiro de 2010 | 11h28

"Eu falei com o presidente haitiano René Préval por telefone há vários dias e lhe enviei nossas condolências. Disse a ele que seria melhor se pudesse encontrá-lo", afirmou Ma, em uma gravação divulgada hoje pelo canal de televisão a cabo local ETTV.

O presidente taiwanês passará pelos Estados Unidos e seguirá para Honduras, onde vai participar da posse do presidente eleito Porfírio Lobo, amanhã. Antes, deve fazer uma rápida parada na República Dominicana a fim de tratar da ajuda ao Haiti com o presidente dominicano, Leonel Fernández, segundo a agência estatal Central News.

A República Dominicana, Honduras e o Haiti estão entre as nações que reconhecem Taiwan, e não a China. Pequim considera Taiwan parte do território chinês e condena qualquer visita oficial de autoridades da ilha a outros países. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotoTaiwanencontro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.