Presidente deposto de Honduras é convidado a discursar na ONU

O presidente da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, Miguel D'Escoto, disse nesta segunda-feira que convidou o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, a discursar na assembleia "assim que possível".

REUTERS

29 de junho de 2009 | 16h13

"Enviei uma carta ao presidente de Honduras... para vir às Nações Unidas e discursar na Assembleia Geral assim que for possível e nos dar um relatório atualizado sobre os eventos em seu país", disse D'Escoto.

D'Escoto, ex-ministro de Relações Exteriores do governo sandinista de esquerda da Nicarágua nos anos 1980, deu essas declarações em sessão da assembleia convocada por ele para discutir o golpe em Honduras.

Militares hondurenhos capturaram Zelaya e o levaram à Costa Rica no domingo, em meio a uma disputa política sobre os planos de Zelaya de estender o mandato presidencial.

(Reportagem de Patrick Worsnip)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUHONDURASCONVIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.