Presidente do Afeganistão sobrevive a tentativa de assassinato

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, sobreviveu hoje a uma tentativa de assassinato por parte de um guarda de segurança afegão, que atirou contra seu carro quando este deixava a mansão do governo em Kandahar, informaram testemunhas. O governador de Kandahar, Gul Agha Sherzai, ficou ferido e três pessoas foram mortas - incluindo uma que vestia uniforme militar - quando os guarda-costas americanos de Karzai abriram fogo contra o atacante.Não ficou imediatamente claro se Gul Agha foi atingido por balas disparadas pelo atacante ou pelos guarda-costas. A condição de Karzai é desconhecida, mas não há indicações de que ele tenha sido atingido na tentativa de assassinato. Karzai estava em Kandahar, o ex-quartel-general da milícia Taleban, para participar da cerimônia de casamento de seu irmão mais novo Ahmed Wali Karzai.Em Washington, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi informado da tentativa de assassinato e expressou alívio "por Karzai ter saído ileso", informou o porta-voz da Casa Branca, Sean McComarck. Bush deverá se encontrar com Karzai na próxima semana, durante uma sessão especial da Assembléia Geral da ONU em Nova York.O incidente com Karzai ocorreu pouco depois que um carro-bomba explodiu e matou pelo menos 10 pessoas na capital afegã, Cabul. Não há informações sobre se os incidentes tinham relação um com o outro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.