Presidente do Banco Central da Guatemala é sequestrado

O vice-presidente da Guatemala, Francisco Reyes, confirmou nesta quarta-feira o seqüestro do presidente do Banco da Guatemala (Banco Central), Lizardo Sosa, e disse que os captores entraram em contato com a família para exigir o resgate, cujo valor não foi especificado.Ele acrescentou que o funcionário foi capturado na segunda-feira "quando saía de sua residência, como costumava, para caminhar", e que os familiares haviam pedido ao governo autorização para receberem as comunicações dos sequestradores.O vice-presidente se negou a qualificar a ocorrência como um seqüestro político e, quando os jornalistas lhe perguntaram se o governo pagará o resgate exigido para a libertação de Lizardo, respondeu que "até o momento" essa hipótese não havia sido examinada.O procurador-geral, Adolfo González Rodas, disse à imprensa que designou a chefe da Divisão Anti-Seqüestros, María del Rosario Acevedo, para dirigir as investigações sobre o paradeiro do funcionário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.