Presidente do Chile diz que viagem de Bush é relevante

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, classificou no domingo a visita do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, à América Latina como "relevante". Bush iniciou uma viagem pela região na quinta-feira para melhorar a sua debilitada relação com o continente. A viagem inclui Brasil, Uruguai, Colômbia, Guatemala e México. A líder chilena disse em entrevista, transmitida à noite no canal estatal TVN, que a viagem de Bush "mostra uma certa relevância que o governo dos Estados Unidos está dando à América Latina". A posição de Bachelet difere das manifestações anti-Bush que tem sido lideradas pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, quem classificou o líder norte-americano de "cadáver político". Sem querer se referir aos comentários do presidente de Chávez, Bachelet destacou que o Chile tem "relações normais" com os EUA, um dos principais sócios comerciais do país. "Parecem-me importantes estas visitas, porque permite que o governo dos EUA conheça a realidade da América Latina, conheça suas necessidades (...), que explicam muitas das decisões que cada governante toma", disse Bachelet, que completou no domingo um ano de governo como a primeira presidente mulher do Chile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.