Presidente do Egito pede unidade e promete ajustar economia

O presidente do Egito, Mohamed Mursi, fez um apelo a todos os poderes políticos nesta quarta-feira para que participem de um diálogo nacional para resolver a prolongada tensão no país e prometeu tomar as medidas necessárias para ajustar a economia.

Reuters

26 de dezembro de 2012 | 16h46

Em sua primeira declaração à nação desde a adoção de uma nova constituição, ele disse que considera possíveis mudanças no gabinete e planeja introduzir incentivos para tornar o Egito um destino mais atrativo para investimentos.

"Os próximos dias vão testemunhar, se Deus quiser, o lançamento de novos projetos ... e um pacote de incentivos para investidores no sentido de apoiar o mercado egípcio e a economia", afirmou ele em discurso na televisão.

(Reportagem de Yasmine Saleh e Shaimaa Fayed)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOPRESIDENTEUNIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.