Presidente do Egito vai falar à nação na quinta-feira, diz fonte

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, falará à nação na quinta-feira sobre um decreto que ele emitiu na semana passada e os protestos de rua que surgiram desde então, disse uma fonte presidencial à Reuters nesta quarta-feira.

Reuters

28 de novembro de 2012 | 21h13

Os manifestantes têm dito que o decreto de Mursi lhe dá poderes ditatoriais, mas a fonte explicou que Mursi tentará esclarecer e convencê-los do contrário.

"O presidente falará à nação pela TV estatal na noite de quinta-feira e falará sobre o decreto constitucional e porque ele foi emitido, assim como sobre os eventos que se seguiram", disse a fonte.

Um membro da Irmandade Muçulmana com conhecimento de como o decreto surgiu disse à Reuters que Mursi, seu vice-presidente, Mahmoud Mekki, e dois outros juristas independentes começaram a trabalhar no decreto em outubro, depois que ele não conseguiu remover o então procurador-geral Abdel Maguid Mahmoud.

A medida de Mursi desencadeou protestos de juízes que disseram que ele havia excedido seus poderes e grandes manifestações de egípcios, que o acusam de tentar assumir poderes de um ditador.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMURSINACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.