Presidente do Irã reforça discurso moderado

Teerã, 18/04/2014 - O presidente do Irã, Hasan Ruhani, reforçou nesta sexta-feira suas políticas moderadas e seu esforço de aproximação com o Ocidente, em um discurso feito durante as celebrações do Dia Nacional do Exército. Referindo-se às negociações com seis potências mundiais sobre o programa nuclear iraniano, ele disse que seu país nunca manifestou intenções hostis para ninguém, incluindo os Estados Unidos.

Agência Estado

18 de abril de 2014 | 15h57

"Durante as negociações nós anunciamos ao mundo, e repetimos: não buscamos a guerra", afirmou Ruhani. Ele ressaltou a iniciativa diplomática iraniana e disse que o respaldo dos militares e de todo o país é essencial. "O apoio das Forças Armadas e o apoio do nosso valente povo deram força às autoridades encarregadas das conversações no campo diplomático".

O presidente não fez referências a Israel, mas afirmou que o Irã não invadirá nenhum país, embora tenho garantido que "resistirá a qualquer invasão". Ruhani assegurou aos países vizinhos que o Irã busca a melhor relação com todos. "Os vizinhos devem saber que nosso Exército apoia a paz e a estabilidade", garantiu.

As declarações contrastam fortemente com o tom beligerante do ex-presidente Mahmoud Ahmadinejad. Desde que foi eleito, em junho do ano passado, Ruhani prometeu resolver a disputa nuclear com o Ocidente e por fim às severas sanções econômicas impostas ao país.

O Irã e seis potências mundiais - os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha - chegaram a um acordo intermediário em novembro do ano passado que limita os níveis de enriquecimento de urânio que o país pode produzir, em troca do alívio em algumas sanções. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãRuhaniExército

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.