Sshenka Gutiérrez/EFE
Sshenka Gutiérrez/EFE

Presidente do México parabeniza Joe Biden pela vitória na eleição americana

Andrés Manuel López Obrador era um dos últimos líderes do mundo a não reconhecer a vitória do democrata; Brasil e Coreia do Norte ainda não se manifestaram

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2020 | 12h20

CIDADE DO MÉXICO - O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta terça-feira, 15,  que enviou uma carta para parabenizar Joe Biden por sua vitória nas eleições presidenciais dos EUA, depois que Biden venceu a votação estadual do colégio eleitoral que determina oficialmente o presidente americano.

"Eu lhe expresso meu reconhecimento por sua postura a favor dos migrantes do México e do mundo, o que permitirá promover o desenvolvimento das comunidades do sudeste do México e da América Central", disse López Obrador em entrevista coletiva.

A mensagem do presidente mexicano vem após a congratulação enviada por Vladimir PutinO presidente russo, um dos últimos a parabenizar Biden, esperou pela confirmação do colégio eleitoral de que o democrata era o novo presidente eleito.

"De minha parte, estou pronto para a interação e contatos com vocês", disse Putin em seu telegrama de congratulações publicado pelo Kremlin, que em mais de uma ocasião se referiu ao mau estado das relações nos últimos anos entre os dois países.

A China reconheceu o triunfo de Biden um mês antes, após a confirmação da vitória do candidato no Estado de Arizona. Líderes simpáticos ideologicamente ao governo Trump, como o húngaro Viktor Orbán e o israelense Binyamin Netanyahu, saudaram o novo presidente um dia depois da confirmação das primeiras projeções do êxito democrata na eleição.

O brasileiro Jair Bolsonaro e o norte-coreano Kim Jong-un são os únicos dos principais líderes mundiais ainda a não reconhecer Biden como novo presidente dos Estados Unidos. /AFP, Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.