Presidente do México quer visitar Fidel Castro em Havana

O presidente do México, o conservador Felipe Calderón, disse na quarta-feira, 14, que anunciou às autoridades cubanas a intenção de ir a Havana para visitar o líder cubano, Fidel Castro."Anunciei a possibilidade de visitar o comandante Fidel Castro. Isso foi bem recebido em Havana, mas imagino que a situação seja delicada", disse Calderón à rede Televisa, em aparente referência ao estado de saúde do líder cubano.Após a visita ao México do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, Calderón disse que tem interesse em estabelecer "uma relação construtiva com o presidente Fidel Castro" para melhorar as relações bilaterais.O objetivo é que os povos de Cuba e México "continuem sendo irmãos como sempre", explicou.Calderón avaliou que a relação bilateral "não apresenta sinais de enfraquecimento", mas há "muitos problemas a solucionar", entre eles a dívida do governo cubano com o Banco de Comércio Exterior do México (Bancomext), de US$ 400 milhões.Ele também mencionou que quer discutir as opiniões do México em fóruns internacionais, numa aparente referência ao problema dos direitos humanos.As relações diplomáticas entre México e Cuba têm esfriado desde 2004, quando o então presidente mexicano, Vicente Fox, teve atritos verbais com Fidel Castro. Os laços entre os dois países, depois de mais de 100 anos, estiveram à beira do rompimento.Calderón tem procurado se aproximar de Cuba e enviou a Castro mensagens com desejos de pronta recuperação de sua doença.Sobre a Venezuela, o presidente mexicano disse que "as relações estão num ponto mais baixo, porque o México retirou, em 2005, o seu embaixador em Caracas"."Mas estamos trabalhando também. Meu propósito é manter relações respeitosas e construtivas com todos, sem exceção", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.