Presidente do Paquistão vai a Dubai em meio a crise militar

O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, partiu para Dubai nesta quinta-feira em uma viagem de um dia que já estava programada, segundo fontes e um membro do partido governista, em meio à crescente tensão no país por causa do vazamento de um memorando em que os Estados Unidos buscam ajuda para evitar um golpe dos militares paquistaneses.

REUTERS

12 de janeiro de 2012 | 07h52

A tensão elevou a preocupação com a estabilidade do Paquistão, um aliado vital dos Estados Unidos - embora politicamente instável -, em sua tentativa de combater a militância islamista e levar a paz ao vizinho Afeganistão.

A viagem do impopular presidente ocorre quando as relações entre os militares e o governo civil se encontram em seu pior momento desde o golpe de estado de 1999.

(Por Qasim Nauman e Amena Bakr)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOPRESIDENTEDUBAI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.