Presidente do Parlamento do Turcomenistão é cassado

O presidente do Parlamento do Turcomenistão, Ovezgueldi Atayev, que deveria assumir a Presidência do país após a morte de Saparmurat Niyazov, foi cassado de seu cargo.Atayev é acusado pela Procuradoria Geral de abuso de poder e conduta imoral, informou neste sábado a agência "Interfax".O presidente interino, Gurbanguli Berdimujammedov, assinou na sexta-feira à noite um decreto confirmando a cassação de Atayev, que será substituído pelo vice-presidente do Legislativo, Akja Nurberdieva.Em reunião extraordinária do Medzhlis (Parlamento), os deputados votaram por unanimidade a favor da cassação, a abertura de um processo penal e a detenção de Atayev.O procurador-geral, Mujammetguli Ogshukov, acusou Atayev de corrupção e tentar induzir a namorada de seu filho adotivo ao suicídio, em junho de 2006.A Assembléia Popular, principal órgão do poder popular do Turcomenistão, anunciará na terça-feira a data das próximas eleições presidenciais. Segundo a Constituição, o presidente interino não poderá se candidatar.Berdimujammédov assegurou que manterá a mesma política de "neutralidade" de Niyazov - que esteve no poder por 21 anos -, garantindo à Rússia e ao Ocidente que as autoridades locais cumprirão seus compromissos de fornecimento.O novo homem forte do Turcomenistão, que também assumiu a chefia das Forças Armadas, confirmou ontem à noite que Niyazov morreu por "insuficiência cardíaca", negando rumores de que ele tenha sido assassinado.Niyazov, nomeado em 1999 "presidente vitalício" do Turcomenistão impôs até sua morte um culto à sua personalidade, similar ao de Kim Jong-il na Coréia do Norte. Ele faleceu na madrugada de quinta-feira, aos 66 anos.O primeiro-ministro russo, Mikhail Fradkov, o presidente ucraniano, Viktor Yushchenko, o conselheiro de Estado chinês, Tang Jiaxuan, e vários dirigentes regionais assistirão ao funeral em homenagem a Niyazov, que acontece amanhã em Achkabad, capital turcomena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.