Presidente do Senado do Haiti sofre ferimentos graves

O presidente do Senado haitiano, Kelly Bastien, foi internado em estado grave depois de ser ferido no desmoronamento da sede do Legislativo provocado pelo terremoto de terça-feira em Porto Príncipe, capital do Haiti. Bastien estava dentro do prédio com outros legisladores quando o tremor de 7 graus na Escala Richter foi registrado. Além de Bastien, vários parlamentares ficaram feridos.

AE, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 08h42

O ministro dos haitianos residentes no exterior, Edwin Paraisson, não soube informar a gravidade das lesões apresentadas por Bastien, mas disse que providências estão sendo tomadas para que o líder político seja transferido para um hospital fora do Haiti, com melhores condições de prestar socorro. Paraisson acrescentou que a sede do departamento que ele dirige não caiu, mas afundou, e que a maioria dos edifícios públicos desabou por causa do terremoto, incluindo o Ministério das Finanças e o principal presídio de Porto Príncipe.

O ministro contou ter ficado preso nos escritórios de seu ministério. Segundo ele, foi preciso quebrar uma janela com uma cadeira para conseguir sair. Em seguida, ele ajudou funcionários do seu gabinete e, acompanhado de outras pessoas, retirou dois empregados dos escombros.

O Palácio Nacional, sede da presidência, foi praticamente destruído, provocando preocupações sobre o paradeiro dos membros do governo. O presidente René Préval e a primeira-dama estão ilesos, pois não estavam no prédio no momento da catástrofe. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotoSenadoferidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.