Presidente do Sri Lanka diz que separatismo será ´derrotado´

O presidente cingalês, Mahinda Rajapakse,assegurou neste domingo que as Forças Armadas combaterão a guerrilha tâmil e"derrotarão o separatismo", em discurso feito por ocasião do 59.ºaniversário da independência do Sri Lanka. "Não estamos dispostos a ceder às sanguinárias exigências dosTigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE)", afirmou Rajapakse, emreferência à luta do grupo separatista pela independência dasregiões norte e leste da ilha. O presidente lembrou as recentes ofensivas do Exército na regiãoleste do país, que conseguiu forçar os guerrilheiros a deixaremalguns de seus tradicionais redutos, e assegurou que os militaresconseguiram "liberar" os civis "das garras do terrorismo". Rajapakse, sem fechar as portas para uma solução negociada para oconflito, convidou os políticos tâmeis "moderados" a se unirem aogoverno na luta pela libertação dos civis da região do norte, ondeos rebeldes dos LTTE controlam mais de 60% do território. O presidente também rejeitou plenamente a possibilidade de umEstado independente no nordeste da ilha, onde a população émajoritariamente tâmil, embora tenha aberto espaço para a negociaçãode uma autonomia. Seu discurso foi feito durante as celebrações da independência do Sri Lanka, que,em 1948, deixou de ser uma colônia britânica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.