Arquivo AP Photo
Arquivo AP Photo

Presidente do Sudão vence as eleições, segundo Comissão Eleitoral

Bashir é o único chefe de Estado procurado pela Corte Internacional

Reuters

26 de abril de 2010 | 09h47

CARTUM - O presidente Omar Hassan al-Bashir ganhou as primeiras eleições diretas sudanesas em 24 anos, mantendo no governo o único chefe de Estado procurado pela Corte Criminal Internacional por crimes de guerra.

 

"O primeiro (foi) Omar Hassan Ahmed al-Bashir. Ele foi candidato e ganhou", disse o porta-voz da Comissão Eleitoral do Sudão, Abel Alier, acrescentando que Bashir ganhou com 68% dos votos, enquanto que Salva Kiir, o presidente da região semi-autônoma no sul do Sudão ganhou as reeleições com 92,99% dos votos no pleito.

 

É esperado que Bashir forme um governo de coalizão com Kiir ao mesmo tempo em que o Sudão se prepara para um referendo que poderia permitir ao sul do país se separar e se tornar a mais nova nação africana em 2011.

 

Bashir esperava que ganhar em eleições legítimas o ajudaria a desafiar a autoridade da CCI, que o acusa de ordenar uma campanha de assassinatos, torturas e estupros na região de Darfur.

 

As eleições foram marcadas por acusações generalizadas de fraude, inclusive do Movimento Popular da Libertação do Sudão (MPLS) de Kiir, sugerindo que a nova coalizão governante será frágil.

 

O atual governo de coalizão de Bashir e Kiir se tornou possível depois de 2005, quando foi assinado um acordo de paz que pôs um fim em duas décadas de guerra civil entre o norte e o sul do Sudão.

Tudo o que sabemos sobre:
SudãoBashireleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.