Andreea Campeanu/Reuters
Andreea Campeanu/Reuters

Presidente do Sudão visita Sudão do Sul pela primeira vez desde divisão

Países concordaram em retomar os fluxos de petróleo entre as fronteiras e tomar medidas para diminuir a tensão

Reuters

12 de abril de 2013 | 08h14

JUBA - O presidente do Sudão, Omar Hassan al-Bashir, chegou ao Sudão do Sul nesta sexta-feira, 12, pela primeira vez desde a divisão em 2011 do que já foi o maior país do continente africano, aumentando cautelosas esperanças de que os dois adversários possam estar se aproximando de uma pacífica coexistência.

Os países vizinhos concordaram em março em retomar os fluxos de petróleo entre as fronteiras e tomar medidas para diminuir a tensão que tem atormentado os dois lados desde a independência do Sudão do Sul em julho de 2011, após um tratado que encerrou décadas de guerra civil.

Mas eles ainda não concordaram sobre a quem pertence a região de Abyei e outras áreas ao longo da disputada fronteira de dois mil quilômetros.

Bashir havia planejado visitar Juba há um ano, mas cancelou a viagem quando confrontos irromperam ao longo da fronteira, quase deflagrando uma guerra em grande escala. Ele chegou ao aeroporto de Juba com uma delegação de 65 pessoas e foi recebido pelo presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir.  A polícia isolou as ruas principais, que foram adornadas com as bandeiras dos dois países para a passagem dos líderes até o gabinete presidencial. Bashir e Kiir vão discutir os acordos sobre petróleo e segurança, comércio de fronteira, assim como conflitos territoriais pendentes.

Muitos sul-sudaneses esperam que visita de Bashir acabe com um dos conflitos mais longos da África. "Precisamos viver em harmonia. Precisamos de paz entre o Sudão e o Sudão do Sul", disse o estudante de engenharia Robert Mori. 

Tudo o que sabemos sobre:
SudãoSudão do SulÁfrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.