Presidente do Timor Leste fala pela primeira vez após atentado

O presidente do Timor Leste, JoséRamos-Horta, ferido gravemente em uma tentativa de assassinatoem fevereiro, falou publicamente pela primeira vez desde oatentado na quarta-feira, agradecendo à equipe médica porsalvar sua vida. Ramos-Horta disse que não iria lançar nenhum comunicadopolítico, mas queria usar a semana anterior à páscoa paraagradecer ao mundo e aos líderes de igrejas pelo apoio querecebeu depois da tentativa de assassinato feita por rebeldes. A declaração pública foi gravada em um hospital no norte daAustrália, com Ramos-Horta sentado em uma cadeira com umabandeira do Timor Leste atrás dele. O presidente, que precisou passar por cinco cirurgias apóso ataque, parecia bem e falou claramente, limpando a voz dequando em quando. "Hoje é a primeira vez que posso falar publicamente", disseRamos-Horta. "Gostaria de aproveitar esta oportunidade paraagradecer a todos que rezaram e cuidaram de mim, depois datentativa de assassinato que sofri." Os rebeldes armaram uma emboscada para Ramos-Horta duranteuma caminhada na manhã de 11 de fevereiro. Eles também atacaramo primeiro ministro Xanana Gusmão. Ramos-Horta foi baleado várias vezes no ataque, no qual olíder rebelde Alfredo Reinado foi morto, enquanto Gusmãoescapou ileso do outro ataque. Ramos-Horta passou por uma cirurgia de emergência no TimorLeste e depois foi levado a Darwin, na Austrália, para seguir otratamento médico. "Aqui em Darwin estou sendo muito bem cuidado por todos...Até os faxineiros, as enfermeiras, os médicos. Agradeço aeles", disse. Mandados de prisão foram emitidos para 17 pessoas suspeitasde envolvimento nos ataques, incluindo Gastão Salsinha, queassumiu o controle dos soldados rebeldes depois da morte deReinado. Gusmão disse na segunda-feira que esperava que uma açãomilitar capturasse os rebeldes remanescentes, incluindoSalsinha, até o fim dessa semana. Ele avisou que Salsinhadeveria render-se ou sofrer as consequências. (Reportagem de Michael Perry)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.