Altyn Asyr/Reprodução
Altyn Asyr/Reprodução

Presidente do Turcomenistão inaugura estátua dourada de um cachorro

Motivo para a construção da estrutura, diz a mídia estatal, é em 'respeito e honra a uma coragem exemplar e coração cordial destes maravilhosos animais, tendo destacado o seu papel no destino histórico da nação'

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2020 | 11h23
Atualizado 12 de novembro de 2020 | 17h18

ASHGABAT - O presidente do TurcomenistãoGurbanguly Berdymukhamedov, inaugurou na terça-feira, 10, uma estátua dourada de 6 metros de altura de um cachorro alabai na capital, Ashgabat. O alabai é uma raça originária do país, uma variante do pastor-da-ásia-central.

O motivo para a construção da estrutura, diz a mídia estatal, é em "respeito e honra a uma coragem exemplar e coração cordial desses maravilhosos animais, tendo destacado o seu papel no destino da história da nação". 

Não é a primeira estátua que o líder turcomeno faz para um animal. Em 2015, Berdymukhamedov construiu uma estátua dele mesmo em cima de um cavalo. Em 2019, o presidente escreveu um livro sobre o cachorro alabai, em que conta a origem da raça e a relevância cultural que o cachorro exerce no país, considerado um símbolo nacional.

O líder do Turcomenistão também é conhecido por entregar alabais a chefes de Estado de países amigos. Em 2017, recebeu críticas pela forma que entregou um filhote ao presidente russo, Vladimir Putin

O Turcomenistão  é um dos países mais fechados do mundo. Um relatório deste ano sobre liberdade de imprensa no mundo mostra que o país está na penúltima posição, atrás apenas da Coreia do Norte. Berdymukhamedov comanda o país desde 2006.

 

Chefes de Estado e cachorros

O presidente da Irlanda, Michael D. Higgins, costuma aparecer sempre ao lado de seus cachorros. Ainda neste ano, Bród, um cão boiadeiro-de-berna do presidente, chamou a atenção ao aparecer num evento do Dia Internacional da Mulher, em Dublin. 

 

A rainha do Reino Unido, Elizabeth II, é conhecida por gostar de cachorros, principalmente da raça corgi. Susan foi a primeira que ganhou de presente, em seu aniversário de 18 anos, em 1944. Estima-se que, desde Susan, a rainha tenha tido mais de 30 outros cães.

O alabai dado por Berdymukhamedov a Putin não foi o primeiro presente do tipo vindo de um chefe de Estado ao russo. Em 2010, ele ganhou um pastor búlgaro do primeiro-ministro da Bulgária, Boyko Borisov.

Putin tem fama de ter amor por cachorros. Yume, da raça akita, natural do Japão, é a cadela mais conhecida do presidente. Em visita ao país, em 2014, o russo a apresentou para o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe; em 2016, ela fez uma aparição numa entrevista para um canal de TV japonês no Kremlin.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.