Eitan Abramovich/AFP
Eitan Abramovich/AFP

Presidente do Uruguai revela ter nódulo pulmonar que pode ser maligno

Tabaré Vázquez anunciou que nódulo foi descoberto em exames de rotina e ele deverá ser internado nos próximos dias

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2019 | 18h08

MONTEVIDÉU - O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, anunciou nesta terça-feira, 20, que foi diagnosticado com um nódulo pulmonar que pode ser maligno, e por isso será internado nos próximos dias.

"Dentro dos exames médicos que realizo de maneira regular e periódica, neste último recente, em uma tomografia, foi comprovada a existência de um nódulo no pulmão direito com caraterísticas muito firmes e pode se tratar de um processo maligno", declarou.

Vázquez, um oncologista que declarou a guerra ao tabaco no Uruguai, governa desde 2015 em seu segundo período à frente da presidência do país sul-americano, mandato que acabará em março de 2020.

Em seu tradicional tom calmo, Vázquez afirmou que o tumor foi descoberto por meio de exames de imagem de rotina. "Esta situação exige exames complementares provavelmente, ou possivelmente, no decorrer desta semana, que vão demandar um ou dois dias se internação", explicou o líder. "Com esses exames, o diagnóstico definitivo será conhecido", resumiu, diante de seus ministros e da imprensa. 

Vázquez acrescentou que espera que os médicos lhe deem um "prognóstico e os eventuais tratamentos" aos quais deverá se submeter, e disse que fará esta etapa no país.

O presidente, que estava há dias sem aparecer em público, perdeu sua mulher, María Auxiliadora Delgado, no dia 31 de julho.  

No anúncio público de hoje, estava presente grande parte de seu gabinete, incluindo autoridades militares e a vice-presidente do país, Lucía Topolansky. / EFE e AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.